Tudo Sobre a Oração Um caminho claro através de uma floresta densa - Tudo Sobre a Oração Bandeira

Formas de Orar


Formas de orar – Apenas uma Maneira
Há infinitos recursos oferecendo técnicas, rituais e até mesmo objetos que ilustram as maneiras de orar. A julgar pela extensa variedade de livros, programas de rádio e sites da internet que abordam esse assunto, um desejo continua a persistir ao longo dos séculos: "Senhor, ensina-nos a orar. . . " (Lucas 11:1). No nosso relacionamento com o Criador, temos o grande desejo de manter a nossa comunicação com o Senhor algo pessoal e verdadeiro. O Pai Nosso (Mateus 6:9-13) fornece a resposta de Jesus sobre como alcançar essa comunicação com o Pai. A seguir, vamos considerar cada versículo da oração de Jesus:

“Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome.” Quando expressamos adoração, estamos oferecendo uma oração de adoração. Deus recebe a nossa mais alta estima (1 Crônicas 16:29, Isaías 6:3). Como filhos adoradores, focalizamos a nossa atenção na santidade e magnificência do nosso Pai.

“Venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu.” À medida que nos familiarizamos mais uma vez com QUEM estamos falando, reconhecemos a autoridade de Deus em uma oração de submissão. Esta maneira de orar é crucial se desejamos que Deus responda às nossas orações (1 João 5:14). Submissão à autoridade de Deus exige que nos humilhemos, sabendo que a Sua vontade talvez seja diferente de nossos desejos pessoais (2 Crônicas 7:14-15). Mesmo assim, escolhemos ser obedientes à Sua vontade (Lucas 22:41-42). A maior oração de submissão foi modelada por Jesus Cristo.


Formas de Orar – O Que Dizer
“O pão nosso de cada dia dá-nos hoje.” De todas as maneiras de orar, a oração de súplica é a mais utilizada. Doenças críticas, dificuldades financeiras e quaisquer outras circunstâncias extremas exigem a garantia de que Deus seja capaz de nos resgatar (1 João 3:21-22). A oração de súplica pode ser angustiante ao tentarmos transmitir o nosso sofrimento (Lucas 22:44). Haverá também momentos em que desejamos a proteção, sabedoria e paz de Deus, com a certeza de que descansamos seguros em Seus cuidados (1 Pedro 5:7).

“Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores.” Há duas necessidades universais características do homem – a de ser perdoado e a de melhorar a si mesmo, tornando-se uma pessoa melhor no processo. Em resposta à nossa consciência da nossa natureza pecaminosa, oferecemos uma oração de arrependimento ao nosso Pai Celestial (Romanos 3:23-26). Ao recebermos a aceitação de Deus através do sangue purificador de Jesus Cristo, reconhecemos a necessidade de perdão e arrependimento (Mateus 18:21-35).

“Não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal.” Deus nunca nos tenta nem nos isola de termos que enfrentar decisões (1 Coríntios 10:13, Tiago 1:12-15). Uma oração de libertação não só requer atitude, mas exige ação. Jesus enfrentou tentação em diversas ocasiões (Mateus 4:1-11, 16:23, 27:38-44), e com uma atitude submissa, agiu em obediência a Deus. Em uma oração de libertação, estamos afirmando que Deus é verdadeiramente o nosso Libertador de todas as formas do mal (Romanos 5:10, 2 Timóteo 4:18).


Formas de Orar – Brincadeira de Criança
“Pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém.” Para aqueles que sabem que são filhos de Deus, a antecipação de passar a eternidade com Ele é gloriosa (2 Coríntios 5:1-5).

Ao orarmos com adoração, reconhecendo a autoridade de nosso Pai Celestial, descansamos na certeza de que Seus filhos são a sua maior prioridade. A graça e misericórdia incondicionais de Deus garantem a nossa aceitação por meio de Jesus Cristo. A oração da fé reconhece tudo o que o Pai Eterno foi, é e será, assim como prometido na Sua Palavra. E com nosso "amém", afirmamos que o nosso Pai é confiável.

Fé como a de uma criança é tudo o que Deus quer encontrar na forma como oramos. Não se preocupe sobre como expressar a sua oração. É a sua voz que Deus deseja ouvir.

Aprenda mais sobre o poder da oração!



O que você acha?
Todos nós pecamos e merecemos o julgamento de Deus. Deus, Pai enviou o Seu único Filho para satisfazer o julgamento por aqueles que creem nEle. Jesus, o Criador e eterno Filho de Deus, viveu uma vida sem pecado e nos ama tanto que morreu pelos nossos pecados, tomando sobre Si o castigo que nós merecemos, foi enterrado, e ressuscitou dos mortos, de acordo com a Bíblia. Se você realmente crê e confia nisso de coração, e escolher receber a Jesus como o seu único Salvador, declarando, "Jesus é o Senhor", você será salvo do julgamento e passará a eternidade com Deus no céu.

Qual a sua resposta?

Sim, eu quero seguir Jesus

Eu já sou um seguidor de Jesus

Ainda tenho dúvidas





Como posso conhecer a Deus?




Se você morresse, por que Deus deveria deixar você entrar no céu?


Direito Autoral © 2002-2020 AllAboutPrayer.org, Todos os Direitos Reservados